domingo, julho 15, 2007

  • Angell
  • Sem Comentários... Ou Conversa da Treta...

    Esta conversa passou-se há dois dias atrás... Estava na minha hora do almoço, no trabalho. Fui com uma colega a casa dela. Ela mora a alguns minutos a pé do trabalho. No caminho, passámos pelo café, onde a minha colega compra pão para levar para casa. O rapaz do café, estava aborrecido por aquela hora ser mais morta; sem ter nada que fazer. Quando saimos do café, a minha colega diz:

    - Este rapaz é muito simpático; parece é ser também... - Sorri dando a entender que era gay.

    Eu: - E o que é que tem? Gostas mais dos rapazes simpáticos e meigos; ou dos brutos e machistas?

    Ela: - Claro que não! Eu não tenho nada contra os gays. Até tenho amigos que gosto muito... Agora as lésbicas...

    Eu, a pensar que devia vir ai alguma pérola...

    - O que é que têm as lésbicas?

    Ela: - Não sei... - Fez uma careta - mete-me confusão...

    Eu : - Confusão porquê, por serem do mesmo sexo que tu?

    Ela: - É que eu compreendo os gays, eles podem "dar" (para bom entendedor, meia palavra basta); as lésbicas não.

    Eu, a pensar que não acreditava estar a ouvir uma coisa daquelas. O quê?? Não era possível... :

    - Isso não tem nada a ver...

    Chegámos á casa dela, onde outras duas colegas, estavam á nossa espera. Ela só tem vinte e seis anos, o meu pai, quase com setenta tem uma mentalidade mais aberta! Que mentalidades de treta; em que o amor mede-se somente pelo "dar" ou não...

    Sem mais comentários...
    ______________

    Foto: http://arre-burro.weblog.com.pt/arquivo/Ponto%20interrogacao.jpg

    31 Comments:

    Blogger By Alma Nova said...

    Minha amiga, tens razão! Sem comentários!!! Se o Amor se mede por esse "dar" muito mal vai o coração de gente assim.

    1:52 da tarde  
    Blogger Memory said...

    Nem sei que comentários possa fazer a tão ''idiota'' conclusão. É por estas e por outras que as mentalidades ''tugas'' são tão retrogadas.

    Bjs

    2:24 da tarde  
    Blogger Som Do Silêncio said...

    Minha querida amiga,
    Sem comentários mesmo!
    O amor mede-se nesse "dar" que ela disse...

    Que mentalidade de porcaria.

    Um Beijo miguita

    2:53 da tarde  
    Blogger Caracolinha said...

    Olá minha linda !!!!

    Sabes que uma vez até ouvi outra opinião "ainda" mais estranha que essa ????

    Mas curiosamente teve na sua base pressupostos contrários ... :)

    Dizia-se que o sexo entre mulheres era muito mais bem aceite e tolerado exactamente porque não havia penetração ... ou seja ... a ausência do "falo" não só enquanto orgão reprodutor mas, acima de tudo, enquanto símbolo do poder, da virilidade e da masculinidade, fazia de uma relação lésbica asism uma coisa do tipo "brincadeira de meninas" ...

    Elas podiam até estar juntas mas não havia mal nenhum nisso porque como não estava por lá "o pai da humanidade" tudo era pouco relevante ... fiquei assim a olhar ... não sei se mais incrédula, se mais chocada, se com mais vontade de rir à gargalhada ...

    Mas foi uma ideia da qual nunca mais me esqueci exactamente por reflectir tão bem a pouca importância que se dá às mulheres enquanto parte activa numa relação sexual ...

    Por fim optei por me rir ... porque de facto a ideia com que rematas o teu post é absolutamente assertiva ... a idade está na cabeça e não no bilhete de identidade ... existem pessoas de 20 anos mais "velhas" do que muitas com 80 ... :)

    Ainda bem que existem pessoas que insistem em abrir as janelas da mentalidade para ver se começa a correr alguma brisa de frescura em algumas cabeças que ocupam demasiado espaço do seu cérebro com preconceitos que só as impedem se ser, e fazer os outros, felizes ... :)

    Beijoca encaracolada em aragem de frescura e angelicamente doce ... :)

    3:25 da tarde  
    Blogger Açucena said...

    É triste ouvir isso, entendo, ainda por cima de uma mulher, de deve, ou pelo menos, devia saber o que via além numa relação de uma simples penetração...
    Enfim, é a sociedade que temos!

    4:30 da tarde  
    Blogger Idiota said...

    Bem.. se é sem comentários então fica sem comentários :)

    Não sei se viram, mas eu vi ainda uns bocados, ta a fazer outras coisas ao mesmo tempo uma reportagem sobre a homosexualidade nos animais... :) Era muito interessante... Por muito tempo os cientistas não analisavam estes comportamentos, so em meados do seculo 20 é que se começou a dar a devida atenção...

    Eu acho que deve existir divisões, i.e., dar o nome às coisas. Nós somos todos pessoas, e enquanto pessoas somos todos animais, porquê se cerrar os olhos, ou arranjar desculpas para os outros ou nós mesmos o problema não está na etiqueta, o problema está na reacção dos outros à etiqueta...
    Nisto parece que os animais são mais evoluidos que nós... :)

    6:42 da tarde  
    Blogger papagueno said...

    A caracolinha tem a sua razão. Um dos argumentos da igreja conta a homossexualidade masculina é o mesmo da masturbação, ou seja, o desperdício de sémen.
    As mentalidades ainda têm muito para evoluir e estes cliches e idéias pre-concebidas sobre a homossexualidade são um pouco o reflexo disto.
    Beijinhos

    8:29 da tarde  
    Blogger Mustafa Şenalp said...

    çok güzel bir site.

    11:32 da tarde  
    Blogger Caracolinha said...

    Olá minha coisa linda ... tens lá na casquinha um desafio à tua espera ... :)

    Beijoquinha angelicamente encaracolada para ti minha querida !!!!

    12:30 da manhã  
    Blogger Sweet Porcupine said...

    Olá angell,
    vim ter ao teu blog nem sei como!
    Ao ficar aqui um bocadinho a aprecia-lo,acho que virei visitar-te muitas mais vezes!
    Espero que não te importes!
    Ah!....e claro que vi o filme (imagine you and me),fabuloso!
    Um beijinho.

    2:03 da tarde  
    Blogger Angell said...

    Amiga Alma Nova,
    Eu fiquei surpresa com a afirmação da minha colega! Afinal, com os gays tudo bem, mas com as lésbicas, não, poque não podem "dar"?? Desde quando o amor é desprovido de afectos, carinhos? Sem mais comentários...

    Bjs!

    10:02 da tarde  
    Blogger Angell said...

    Memory,
    Parece que ás vezes as pessoas; não pensam bem acerca dos sentimentos. Ou talvez pensem que, os gays e as lésbicas não os tenham. Que não nos levam a sério. Ainda não consegui perceber! Afinal, o amor não é construido com bases sólidas nesses sentimentos; de partilha, cúmplicidade, afectos, carinhos...

    Infelismente, as pessoas custam a evoluirem mentalmente. A mentalidade "tuga" ainda está muito enrraízada, presa, a conceitos ultrapassados. Claro que cada um tem direito á sua opinião; mas é muito triste :((

    No entanto, acredito que o amanha será melhor! Pois, eu sou uma sonhadora; mas eu acredito nos sonhos e no amor... :))

    Fica bem rapariga!

    Bjs!

    10:15 da tarde  
    Blogger Angell said...

    Som do Silêncio,
    É urgênte que as pessoas compreendam que o amor, é isso mesmo! Igual para todos, independentemente da sua orientação sexual. Somos todos iguais; trabalhamos, pagamos impostos, temos família, amigos, alegrias, tristezas...

    Que não é também, apenas algo fisíco, maquinal. Para isso seriamos robôs, sem a capacidade de sentir.

    Uma questão de as mentalidades desabrocharem...

    Bjs!

    10:28 da tarde  
    Blogger Angell said...

    Caracolinha,
    Olá molusquita! Pois, essa é a versão inversa á minha! No entanto, o amor entre mulheres nunca deveria ser apelidado de "brincadeira de meninas". Acho que fizeste bem em rir. Talvez eu também tivesse a mesma reacção!

    As idades não têm mesmo nada a ver com as mentalidades!

    Por isso que as Marchas são tão importantes! Elas lutam pelos principios de sermos todos iguais; com direitos iguais. Isso faz as pessoas pensarem...

    Os preconceitos não trazem felicidade a ninguém; especialmente para quem os pratica...

    Bjs angélicos!

    10:54 da tarde  
    Blogger Angell said...

    Açucena,
    São formas tristes de pensar! Por vezes nem sei se sentem mesmo isso; mas parece que as pessoas "copiam" o que os outros dizem. Isto porque; não se preocupam em terem a sua opinião própria formada. Simplesmente diz-se assim, e assim dizem também... Ás vezes acho e sinto que assim seja.

    Claro que esperamos que, uma mulher vislumbre para além do acto físico me si! No entanto, nem sempre acontece!

    Bjs!

    11:06 da tarde  
    Blogger Angell said...

    Idiota,
    Pois que seja então sem comentários, rapaz! :)

    Eu já vi documentários e li sobre o assunto. No meio animal a homossexualidade e seu comportamento, é tido como absolutamente normal. Nos primatas é algo de banal, e bem aceite no bando. Lembro-me de ler uma notícia há pouco tempo, sobre um casal de cisnes machos; que estavam juntos á anos. Existem muitos exemplo de muitas variedades de animais. Talvez eles sejam mais evoluidos do que nós. Pelo menos nesse aspecto... :)

    Bjs!

    11:17 da tarde  
    Blogger Angell said...

    Papagueno,
    Sim, eu concordo com a Caracolinha, e contigo! As ideias impostas ás pessoas; teimam em continuarem. Só que isso só acontece porque as pessoas não olham mais além!

    Aos poucos haveremos de lá chegar! :)

    Bjs!

    11:36 da tarde  
    Blogger Angell said...

    Mustafa Senalp,
    It forgives, but I do not understand! :)

    11:37 da tarde  
    Blogger Angell said...

    Caracolinha,
    Olá linda, eu já lá vou espreitar! Vamos a ver o que me aguarda! :)

    Bjs angélicos encaracolados! :))

    11:42 da tarde  
    Blogger Angell said...

    Sweet Porcupine,
    Bem vinda ao "Imagine"! Volta sempre que queiras. o "Imagine Me And You", é mesmo um filme fabuloso, concordo e assino por baixo! :)

    Bjs!

    11:44 da tarde  
    Blogger Feronica said...

    Não sei porquê, a descrição da conversa fez-me lambrar o fado, o alexandrino. O Fado Alexandrino, do blog: http://fado-alexandrino.blogspot.com/

    Ferónioa

    5:26 da tarde  
    Blogger bitter-sweet said...

    Creio que pode ser mais uma questão de pobreza da imaginação [da colega]. Ou não!

    [O convite foi aceite.] :)

    5:40 da tarde  
    Blogger Feronica said...

    Na comparação que fiz referia-me aos posts de "fado alexandrino" de 10 e 15 de Julho em: http://fado-alexandrino.blogspot.com/

    Aão de uma probreza de espirito igual ou pior do que a da conversa descrita. E embora mais pretenciosos não andam muito longe desta tão grande valorização do que há ou não para "dar".
    A colega
    Ferónica

    6:00 da tarde  
    Blogger Angell said...

    Feronica,
    Bem vinda ao "Imagine..."!

    Eu li os posts desse sr.; bem como os comentários da Duca, das Vizinhas, da Wonder Woman; entre outros...

    A pobreza de espírito, infelismente existe. No entanto, acredito que muitas vezes, as intenções de certas pessoas é mesmo de provocar, beliscar os sentimentos dos outros; simplesmente para ver como reagem. Talvez seja isso o pretendido pelo dito sr. Ele adverte antes do post que este vai ser homofóbico; porque tem plena consciência que este o é! Para não falar em descriminativo e preconceituoso.

    Quem pode concordar com tais palavras? Eu sempre defendi o respeito pela opinião dos outros. Tal como sempre gostei que a minha também o fosse. Quando chegamos a um desacordo, há formas, maneiras, sem ofender, de expremirmos o que sentimos. Por isso não consigo compreender quem escreve como esse sr.

    Tal como, o que o amor tem de mal? Seja de que forma, cor, credo, sexo se expresse?

    No mundo existe tanta doença, fome, guerras, violências, descriminações... Isso é que deveria preocupar as cabeças dessas pessoas. Um amanhã melhor para as gerações vindouras...

    Bjs!

    9:56 da tarde  
    Blogger Angell said...

    Bitter-Sweet,
    Sim, a pobreza ou falta de imaginação pode atacar muita gente! ;)

    Obrigada por o aceitares, rapariga! Eu vou lá espreitar as tuas escolhas literárias! :)

    Bjs!

    10:00 da tarde  
    Blogger Som Do Silêncio said...

    Boa noite minha querida,

    Passa lá no meu cantinho se quiseres tens lá uns grelos fresquissimos para ti :D

    Um Beijo Grelado :))))

    12:33 da manhã  
    Blogger S.M. said...

    Sabem o que eu acho mesmo? É que as pessoas, quando dizem essas coisa, nem sequer pensam...estão só a reproduzir aquilo que lhes foi/é inculcado pela sociedade, pelo meio em que vivem. Às vezes, quando são obrigadas a pensar, temos surpresas ( ok, nem sempre positivas, mas a minha experiência diz-me que na maior parte das x são mesmo positivas). Na nossa cultura associamos, sempre, amor a sexo e sexo a procriação
    ( obrigada, Santa Madre igreja!).Logo, homossexualidade, bissexualidade, trans... = nojice !
    Agora o que é que os gays podem "dar" que as lés não dão é que eu gostava de saber... a solução é mesmo rir, pois não merece outro comentário. Ou talvez : queres passar por minha casa esta noite que eu explico-te uns "facts of life"? :)
    Tudo bom p vocês! Bjs

    10:33 da manhã  
    Blogger Feronica said...

    Olá
    Obrigada pelas boas vindas. Já há algum tempo que sou visita "irregularmente assidua" do imagine. Vou continuar a aparecer.
    Ferónica

    5:46 da tarde  
    Blogger Angell said...

    Som do Silêncio,
    Boa noite, rapariga!
    Uns grelos fresquissimos? Bom, então é melhor eu passar por lá! :D

    Obrigada, querida!

    Bjs grelados, pois então! :))))

    9:46 da tarde  
    Blogger Angell said...

    S.M.,
    Concordo contigo! Muitas pessoas vivem através de ideias pré concebidas. Não se preocupam em pensar por elas. Se fossemos todos assim, nunca tinhamos evoluído; porque nunca ninguém tinha arriscado com novas ideias. Criado, procurar compreender, conceber novos projectos, engenhos...

    LOL Sim, o melhor é rir em relação a esse "dar". Sobre o mostrar sobre o "facts ao life", é uma ideia... :))

    Tudo de bom para ti também!

    Bjs!

    10:07 da tarde  
    Blogger Angell said...

    Feronica,
    Ora de nada! Aparece sempre que queiras! :)

    Bjs!

    10:11 da tarde  

    Enviar um comentário

    << Home