quarta-feira, março 07, 2007

  • Angell
  • Mulher Portátil

    Hoje estou algo árida. Agreste como a paisagem lunar. Sinto-me despida, cinzenta por dentro. Vivaldi toca no pc enquanto escrevo estas linhas. A primavera teima em não querer dar o ar de sua graça. Está um frio que nos encolhe o corpo, a alma. Ao ouvir a música, sou transportada para sítios com belas paisagens; onde o Sol brilha, a água corre em cascata, o céu azul límpido, contrasta com as tonalidades verdes da vegetação. No ar paira cheiros a flôres silvestres... Quero invadir-me para um outro qualquer lugar, assim. Na verdade, sou uma mulher portátil! Pois, é verdade, segundo uma colega minha que mo disse um dia destes. Porquê? Por eu ser pequena! Segundo ela, é bom ser pequena; pois podemos ser transportadas fácilmente para qualquer lado. Acho que foi porque ela comprou um portátil... Mas a comparação não deixa de ter a sua graça... e talvez lógica!? Quero ser uma mulher portátil; ou teleportar-me para outro lado.



    Vivaldi 4 Saisons - Spring - Fischer
    Colocado por Quarouble

    ______________

    Foto: Eram 22h do 3º dia de Março de 2007 - Fotografo: Xã - Fonte: Olhares.Com



    6 Comments:

    Blogger Wonder said...

    Minha querida, acho que a frase é :
    "As meninas boas vao para o ceu, as meninas más vão para todo o lado!"
    Mas podemos transmutar isto para:
    As meninas boas vao para o ceu, as meninas más vão para todo o lado, e as portáteis vão onde querem!"
    Ser portatil é bom é sinal de superioridade tecnica, podemos ver isso pelo tamanho dos Gadjets e o modo como "encolheram" com o desenvolvimento da tecnologia.
    Por isso, amiga, és um ser superior!
    Quanto a Vivaldi (excelente companhia, ora aí está um gajo que me faz mudar de humor) gosto mais do Inverno.
    bessote!

    11:36 da tarde  
    Blogger wind said...

    Peço-te desculpa, mas fizeste-me rir a imaginar-te a ser transportada como um portátil:)))
    Era bom que fosse assim, tudo seria mais fácil:)
    A música é daquelas que será sempre linda!
    O Xã conheço dos olhares:)
    beijos

    12:08 da manhã  
    Blogger Maria said...

    Ser portátil é ter a graça de chegar a todo o lado, como os violinos que dão vida e movimento ao som de Vivaldi.
    Sabes que a vida nada mais é que uma cena portátil, tão leve, por vezes tão curta que nos leva sem darmos por isso, ser portátil...gostei.
    Beijitos
    Maria

    11:21 da manhã  
    Blogger Angell said...

    Querida Wonder,
    Sabes que me fizeste soltar umas boas gargalhadas? Excelente a comparação com "As meninas boas...", eu menina portátil vou onde quero e apetece! Ah, pois é! :)

    Adorei a comparação com os Gadjets (eu adoro todas essas tralhas); se eu fosse um, seria dos mais "minusculos" do mercado! Seria o último grito da tecnologia. ;)

    Vivaldi, gosto do som dos violinos, e da maneira suave e tão envolvente das suas notas. Todas "As Quatro Estações"; são belas... como o inverno! Lindo! :)

    Bjs grandes, amiga!

    8:44 da tarde  
    Blogger Angell said...

    Wind,
    Que bom que te fiz rir! Já imaginaste se fosse possível sermos transportadas assim? :))

    Vivaldi é incomparável!

    O Xã é mais um de tantos fotografos do Olhares, que possui uma bela galeria de imagens. Achei que esta era adequada ao meu texto! :)

    Bjs!

    9:52 da tarde  
    Blogger Angell said...

    Maria,
    Gostei! Somos seres portáteis que navegamos nesta vida; atravessando fins, desejos, caminhos, vivências. Somos sem o querermos, é inevitável! Os violinos da música de Vivaldi, objectos fácilmente portáteis, são detentores de belíssimas notas. Mas podermos ser portáteis devido ao nosso tamanhos, também seria magnifico! ;)

    Bjs!

    10:08 da tarde  

    Enviar um comentário

    << Home