sexta-feira, fevereiro 23, 2007

  • Angell
  • Vontade

    Amanheço com desalento
    Mais um dia com tormento
    Na mente tantas desilusões
    Tantas más recordações

    Tantos temores e receios
    Povoam o meu ser
    Mais um dia sem cor
    Mais um dia de ardor

    O meu coração já não teme
    A vida agora tem que bem afluir
    No olhar triste e sonhador
    Brilha uma luz que vai-se inaltecedento


    A mais sou obrigada
    A mais ansejo com fervor
    Nesta casa, porto seguro de repouso

    Solto as amarras da vontade
    A vontade de ser feliz... essa voa alto!



    4 Comments:

    Blogger Always said...

    A vida é uma sucessão de dias, umas vezes cheios de muito outras vezes esvaziados de alma. Mas existe sempre a hipótese de que o dia seguinte seja um número infinito de possibilidades e é suficientemente inspirador para não desistir de dar cor às horas que passam por nós.

    Força e ânimo em cada manhã!

    Bjo

    1:00 da manhã  
    Blogger Angell said...

    always,
    sabe tão bem ler as tuas palavras! Há dias assim, em que tudo nos parece cinzento, triste, sem solução... Amanhã (hoje) será outra manhã e certamente será um dia melhor. Que as possibilidades sejam infinitas, tornando-se inspiradoras, e replectas de cores bem fortes e quentes!

    Obrigada, obrigada... :)

    Bjs!

    1:43 da manhã  
    Blogger Maria said...

    Viver...Gostei sempre desta definição que vou transcrever, por achar que de facto Viver é isso mesmo..."Eu gosto de viver. Já me senti ferozmente, desesperadamente, agudamente infeliz, dilacerada pelo sofrimento, mas através de tudo ainda sei, com absoluta certeza, que estar viva é sensacional." (Agatha Christie)

    Beijitos amiga,
    Maria

    1:27 da tarde  
    Blogger Angell said...

    Maria,
    Quando nascemos já somos uns vencedores, a luta pela sobrevivência já ai é feroz :)
    Estar vivo é com certeza uma dádiva, embora ás vezes a nossa vida ande completamente ás avesas e nada parece correr bem. Bem... eu coloquei muitas expectativas para 2007. :)

    Desde adolescente que eu leio literatura policial. Li muitos livros, da Agatha Christie, Sir Arthur Conan Doyle, Ellery Queen... Até tenho uma gatinha com o nome de Christie, ou seja "A gata Christie" :)

    Maria muito obrigada pelo teu apoio, amiga! :)

    Bjs!

    7:52 da tarde  

    Enviar um comentário

    << Home