segunda-feira, outubro 08, 2007

  • Angell
  • Já - Charles Chaplin

    Já perdoei erros quase imperdoáveis,
    tentei substituir pessoas insubstituíveis
    e esquecer pessoas inesquecíveis.

    Já fiz coisas por impulso,
    Já me decepcionei com pessoas
    quando nunca pensei me decepcionar,
    mas também já decepcionei alguém.

    Já abracei para proteger,
    já ri quando não podia,
    fiz amigos eternos, amei e fui amada,
    mas também já fui rejeitada,
    fui amada e não amei.

    Já gritei e saltei de felicidade,
    já vivi de amor e fiz juras eternas,
    desiludi-me muitas vezes!

    Já chorei a ouvir música e a ver fotografias,
    já telefonei só para ouvir uma voz,
    já me apaixonei por um sorriso,
    já pensei que fosse morrer de saudades,
    já tive medo de perder alguém especial
    (e perdi...)!

    Mas vivi! E ainda vivo! Não passo pela vida...

    Bom mesmo é ir á luta com determinação,
    abraçar a vida e viver com paixão,
    perder com classe e vencer com ousadia,
    porque o mundo pertence a quem se atreve
    e a vida é muito para ser insignificante!

    Chaplin
    ____________

    Este poema de Charles Chaplin foi-me dado a conhecer há pouco tempo. Obrigada a quem mo fez conhecer! :))
    Tenho-o igualmente impresso numa folha, para o ler de vez em quando, e procurar alento e força; nas palavras deste grande homem que fazia rir sem som, e quantas vezes se calhar só sentia vontade de chorar?
    _______________
    Foto: Páginas.Terra

    29 Comments:

    Blogger carpe diem said...

    bonito... dás licença que o utilize tb?... :)

    8:04 da tarde  
    Blogger Adoa said...

    Também recebi esse e-mail... quem terá sido??

    lol
    kiss!

    8:24 da tarde  
    Blogger Maria Papoila said...

    Lindo poema. Desconhecia essa faceta de Chaplin.

    10:58 da tarde  
    Blogger sniqper © said...

    Minha Amiga, Angell...
    Viver é estar presente, olhar bem de frente o Bem e o Mal, tratar cada um deles com toda a nossa força, deixar na ignorância e no desprezo todos os que nada fazem...
    Viver é simplesmente ter sentimentos.

    9:29 da manhã  
    Blogger S.M. said...

    Lindo, lindo, lindo...
    Charlie Chaplin era mesmo grande!~
    Obrigada por partilhares. Beijinhos
    P.S. Descupla a chamada de atenção ( defeito profissional) , a forma correcta é: "há pouco tempo", creio que tens uma gralha...

    11:50 da manhã  
    Blogger Maria José said...

    Dir-se-á simplesmente... há ainda tanto para aprender...

    1:29 da tarde  
    Blogger Special K said...

    O grande Chaplin, mestre das palavras e dos filmes silenciosos.
    Beijinhos

    5:26 da tarde  
    Blogger Memory said...

    Lindissimo este poema de Chaplin...e quão verdadeiras são as palavras nele escritas...

    Fica bem rapariga
    Um Beijão grande

    7:49 da tarde  
    Blogger Angell said...

    Carpe Diem,
    Sê bem vinda ao Imagine! :))

    É realmente muito bonito, e claro que o podes utilizar! São palavras tão sábias que devem ser partilhadas e conhecidas, pelo maior número de pessoas! :))

    Chaplin, um grande actor e com a faceta da escrita, quase desconhecida... e que escrita...

    Bjs!

    9:43 da tarde  
    Blogger Angell said...

    Adoa,
    Sabes repariga, eu não recebi este email da pessoa que estás a pensar... Lololol

    Este veio em arquivo do Word e em português... :))

    Kiss!

    9:46 da tarde  
    Blogger Angell said...

    Maria Papoila,
    Lindo sem dúvida; e não é realmente uma faceta muito conhecida de Chaplin! :))

    Bjs!

    9:47 da tarde  
    Blogger Adoa said...

    Já respondi ao teu meme...
    kiss!

    9:50 da tarde  
    Blogger Angell said...

    Sniqper,
    Meu Amigo, Sniqper... :))

    Sabes... tens toda a razão! Há que enfrentar as coisas de frente!

    Viver é simplesmente ter sentimentos! :))

    Bjs!

    9:50 da tarde  
    Blogger Angell said...

    S.M.
    Pois é mesmo lindo, sem dúvida! :))

    Ora de nada! Chaplin foi um grande homem e palavras destas são mesmo para serem partilhadas... :))

    Bjs!

    P.S.: Obrigada pelo teu "defeito profissional"; o Á era de Haver, e eu cometi mesmo a grelha! Eu é que tenho que agradecer o teu cuidado! :))

    9:56 da tarde  
    Blogger Angell said...

    Maria José,
    Sem dúvida... que temos tanto para aprender...

    Bjs!

    9:58 da tarde  
    Blogger Angell said...

    Special K,
    Chaplin, foi realmente um grande mestre! :))

    Subescrevo as tuas palavras, rapaz! :))

    Bjs!

    9:59 da tarde  
    Blogger Angell said...

    Memory,
    Este poema é mesmo daqueles que nos tocam; que servem para nos dar força. Onde nos identificamos com tantas coisas... :))

    Lindíssimo e tão verdadeiro! :))

    Fica bem rapariga!

    Um Beijão grande!

    10:03 da tarde  
    Blogger Angell said...

    Adoa,
    Então eu vou ler com muita curiosidade a continuação do Meme! :))

    Kiss!

    10:05 da tarde  
    Blogger Alma Nova said...

    Amiga, também gosto muito deste poema, fala de vida...amor, saudade, expectativas...enfim, tudo o que faz da vida algo tão único e especial.
    Jokitas.

    10:38 da tarde  
    Blogger Angell said...

    Alma Nova,
    Amiga, este poema, é como um pouco de nós, da nossa vida, do que passámos, do que queremos; da luta por um amanhã melhor e mais feliz! :))

    E viver é mesmo algo de único e especial! :))

    Bjs!

    12:34 da manhã  
    Blogger Idiota said...

    O poema fez-me pensar...
    É muito bonito.

    8:16 da tarde  
    Blogger Angell said...

    Idiota,
    Espero que a pensar em coisas boas e agradáveis... : ))

    é muito bonito, concordo!

    Bjs!

    9:16 da tarde  
    Blogger Viz said...

    Anginho,
    isto é viver não?
    Bjnho celestial

    6:01 da tarde  
    Blogger Angell said...

    Viz,
    Rapariga, isto é viver, sem dúvida! :))

    Bjs angélicos aqui da tua vizinha!

    6:36 da tarde  
    Blogger Idiota said...

    [Sim boas e agradáveis :)]

    7:30 da tarde  
    Blogger Angell said...

    Idiota,
    [Era o que eu esperava, rapaz!] :))

    Bjs!

    10:52 da tarde  
    Blogger Mago da Lua said...

    Que texto mais real e sentido, de repente lembro-me dos papeis de pobre que interpretava, eram lacrimejantes.

    "..Num filme o que importa não é a realidade, mas o que dela possa extrair a imaginação...." do Charlie

    1:20 da tarde  
    Blogger Angell said...

    Mago da Lua,
    Bem vindo aqui ao "Imagine"! :))

    Este texto de Chaplin, é daqueles que nos tocam! Onde nos revemos em tanto do que ele escreveu!

    A imaginação pode criar tudo o que queiramos! Pode vaguear por onde a realidade não alcança. Faz muita falta e infelismente muitas pessoas estão a perder essa capacidade!

    Desconhecia esta expressão do Charlie!

    Bjs!

    9:23 da manhã  
    Blogger Sofia said...

    Oie!

    Anjo, eu tbm achava que esse txt "Já perdoei erros..." era do Chaplin, mas vi que é de um poeta chamado Augusto Branco. Só olhar no Google ou no You Tube pra conferir ;D

    Beijinhos!!

    1:23 da tarde  

    Enviar um comentário

    << Home