domingo, maio 06, 2007

  • Angell
  • Só Lamento Que Não Estejas Cá

    Hoje estive quase para não escrever estas linhas. No entanto, sendo o dia que é, tudo á minha volta me recorta (ainda mais) de ti. Quero sempre recordar-me desse tempo com imensa saudade, e dos bons momentos que passámos. Sim, porque dos outros não interessa, nem quero lembrar-me deles. Julgo que quando alguém que amamos morre; automáticamente só ficam gravadas na nossa memória as suas qualidades. Apenas pensamos no que deveriamos ter feito, ter dito; que gostariamos de ter sido melhores. Muitas vezes penso no que poderiamos fazer se ainda estivessemos juntas. Como nada posso mudar sobre isso, apenas guardo a mágoa por teres partido tão cedo e; de como ainda tão nova fiquei tão só sem ti. Era-mos movidas por muita cúmplicidade, os teus carinhos nunca me faltaram. Por alguma razão colocaste-me neste mundo. Por isso continuo a minha caminhada, rumo ao que quero. Vou vivendo o melhor que posso. Só lamento que não estejas cá, mãe!
    ____________
    Foto: O canto dos grilos - Autor: Filomeno Chito - Fonte: Olhares.Com

    8 Comments:

    Blogger Idiota said...

    Simplesmente tenho pena de não sentir o mesmo que tu quando falas no que foi a tua mãe para ti...
    Mas gosto muito da minha mãe apesar de tudo...:)
    Ainda bem que sabes o que queres... isso é muito bom... penso eu...
    :)
    Beijo...

    9:48 da tarde  
    Blogger whitesatin said...

    Palavras assim tão sentidas não precisam de comentários.
    Deixo-te só um abraço :)

    10:11 da tarde  
    Blogger Always said...

    Absolutamente comovedoras as tuas palavras, tanto que dispensam comentários. Faço minhas as palavras da Whitesatin.

    Deixo-te um abraço neste dia tão especial. :)

    3:27 da manhã  
    Blogger Maria said...

    Um beijito bem grande Amiga pelas tuas palavras... Mas a tua Mãe está sempre por perto, está no teu coração, na tua vida, em todos os gestos e acções que te legou, simplesmente partiu para uma viagem diferente, essa que todos nós um dia iremos fazer...
    Beijitos

    12:58 da tarde  
    Blogger Angell said...

    Idiota,
    obrigada! Sabes, nem sempre a relação pais filhos é das mais suaves. Não podemos estar de acordo com tudo. Isso faz parte do nosso crechimento e, de eles descobrirem que deixámos de ser as crianças deles; e que já somos adultos. Normalmente chega uma altura da vida, em que ambas as partes começam a caminhar mais na mesma direcção. Isto é o que eu penso. :)

    Bjs!

    9:52 da manhã  
    Blogger Angell said...

    Whitesatin,
    Obrigada pelo teu abraço, rapariga! :)

    Bjs!

    9:53 da manhã  
    Blogger Angell said...

    Always,
    Obrigada pelo teu abraço, rapariga! :)

    Bjs!

    9:57 da manhã  
    Blogger Angell said...

    Amiga Maria,
    Tens toda a razão; é verdade que ela está presente em mim; naquilo que me legou. Só que a saudade e a perda estão presentes sempre em nós. Claro que é uma viagem que todos nós iremos impreender um dia; mas quando é cedo demais, não é justo!

    Obrigada pelas tuas palavras :)

    Bjs!

    10:05 da manhã  

    Enviar um comentário

    << Home