terça-feira, fevereiro 13, 2007

  • Angell
  • S.Valentin

    Diana Krall toca no meu pc. Eu fecho os olhos e abano a cabeça ao ritmo das músicas. Estou meio (só meio) melancólica. Aproxima-se mais um S.Valentin, e eu penso no passado e no meu amor findado. Bom, passado é passado e convém colocá-lo na devida prateleira do esquecimento. Recordar o que ficou marcante em termos de boas recordações; e o resto é história da carochinha...

    E porque amanhã é dia do patrono dos que amam, faço votos para que cada vez amem mais; dediquem mais tempo ao vosso amor; não entrem em rotinas (a rotina mata o amor); sejam criativos e apaixonados; alimentem o vosso amor e fortaleçam-no... Muito importante, não se esqueçam de dizer ao ouvido do ser dos vossos encantos "Amo-te!". Vai ser tiro e queda para um dia romântico; e uma noite das mil e umas... com a vossa imaginação e muita docura á mistura!

    Feliz dia de S.Valentim! :)

    6 Comments:

    Blogger Always said...

    Olá Angell,

    Obrigado pelas tuas visitas ao meu 'copo vazio' e a força que vais deixando nos comentários que escreves.

    Começo pelo título do teu blog - um filme que também vivi na vida real, com a diferença de que o meu final não foi feliz. O amor existe em ambas as partes, mas a força de superar os obstáculos só existe em mim (escrevi um post com base no filme no meu blog em OUT06).

    Vim aqui retribuir a tua atenção sempre tão cuidada e deixo-te um abraço neste dia que já não é dia de São Valentim.

    Bjo

    11:54 da tarde  
    Blogger Angell said...

    Olá always,

    Bem-vinda a este cantinho... :)
    Eu gosto de ir visitar o teu "copo vazio". Gosto de ler o teu jeito de escrever; tão poetico... mas (infelizmente) tão triste. O minimo que eu posso fazer (como ser humano) é dar força a alguém que dela óbviamente precisa. :)

    Sabes, como seres humanos não somos perfeitos. Haverá sempre uns mais fortes do que outros. Uns mais ousados e lutadores. Não que os outros encolham-se em si mesmos; mas encarar a vida, vive-la de uma forma diferente... pode ser complicado.

    Li o que escreves-te sobre o filme. Adorei-o (já o vi umas 6 vezes). É simples, sem conflitos e dramas; muito light. Mostra o quanto o amor entre duas mulheres pode ser belo, romantico e... feliz. Fiquei inspirada para criar o nome do meu blog! :)

    Obrigada eu pela tua atenção, o teu abraço, a visita ao meu "Imagine..."

    Bjs!

    P.S: A esperança é um sentimento muito forte, e que nos faz caminhar em frente... nunca a percas. :)

    1:06 da manhã  
    Blogger Always said...

    De novo agradeço-te o cuidado e a simpatia com que lês a tristeza de um copo vazio. Provavelmente o amor infeliz é feito de poesia e assim justifico a forma como escrevo.

    A única esperança que já não tenho (apesar do amor recíproco que existe) é a de recuperar o que perdi. Eu sou a 'florista' que parte mas sem ninguém atrás. Gosto do filme, é light, dizes bem, mas dói-me pelas semelhanças (que no fundo nem chegam a ser) na minha história.

    Voltarei ao teu «Imagine...».

    Um abraço

    1:41 da manhã  
    Blogger Angell said...

    Always,
    Provávelmente os poemas mais belos estão carregados de tristeza e melancolia. Talvez a tristeza despolete algo de magnifico, num peito em chagas; de quem sente-se desfalecer e morrer aos poucos.

    A ausencia do ser amado... A perda deste de alguma forma! A dor que traz nunca deveria de ser vivida; mas viver é isso mesmo! Ah que sobreviver para continuarmos o nosso caminho.

    Volta sempre que quiseres aqui a este cantinho! :)

    Fica bem! Força!

    Bjs!

    8:21 da tarde  
    Blogger Maria said...

    Estou a visitar o teu blog pela primeira vez, e fiquei maravilhada com a sensibilidade que as tuas palavras transmitem, parabéns.
    Numa máxima muito antiga mas muito actual...Amor com amor se paga, fazes parte das minhas leituras(link no Kolmi), continua na estrada que percorres sem medo, a dos sentimentos.
    Beijitos

    3:26 da manhã  
    Blogger Angell said...

    Olá Maria,
    Fico feliz que tenhas gostado do meu blog! Obrigada pelas tuas doces palavras! O teu Kolmi também já pertence ás minhas leituras diárias; e está linkado cá em casa!

    Que a estrada dos sentimentos, nunca acabe; ou nos deixe num beco sem saída. Sentirmos algo é sinal que estamos vivas; mesmo que não seja o que desejávamos. Que sejamos fortes para ultrapassarmos os obstáculos e sejamos imutáveis nos verdadeiros sentimentos. Para no fim sermos brindadas com a tão almejada felicidade! Que o medo não domine (more) nas nossas vidas!

    Maria, fica bem! Volta sempre que queiras! :)

    Bjs!

    11:24 da manhã  

    Enviar um comentário

    << Home