sexta-feira, junho 15, 2007

  • Angell
  • A IBM, E Os Seus Clientes E Executivos Gays

    Enquanto uns são intolerantes; e marginalizam os seus empregados gays; há os de visão largas que os promovem e até, conquistam o mercado consumidor GLBT.

    A IBM é uma dessas empresas. O economista alemão Albert kehrer; com 36 anos é o responsável pelas vendas da dita empresa, no mercado crescente e próspero europeu, representado por consumidores gays, lésbicas, bissexuais e transgêneros. Entrou para a IBM em 2002 onde conheceu o grupo interno de diversidade da empresa, com o nome de Eagle (aliança dos empregados para o fortalecimento dos gays, lésbicas, tragêneros e bissexuais), presente em 23 países. Conversando com outros executivos gays, sentiu que já não precisava esconder mais a sua orientação sexual. Fantástico, um meio de trabalho com estas condições. Onde as pessoas sentem-se livres de preconceitos e descriminações.

    Com a diversidade integrada nos negócios da empresa, esta consegue arrecadar qualquer coisa como US$ 500 milhões em produtos para mulheres, minorias e clientes GLBT. Em 2001 a IBM foi a primeira impresa de tecnologia da Fortune 500 a ter uma equipa dedicada a esse mercado. Quando Kehrer entrou no grupo encerrou um período de angústia profissional na sua vida. Segundo as suas próprias palavras, "Na Prince, só os colegas mais próximos sabiam que eu era gay", e ainda "Não me sentia confortável para sair do armário porque não havia políticas claras." Hoje Kehrer sente-se á vontade para falar da sua orientação sexual dentro e fora do escritório. Ainda, "Agora não preciso pensar sobre o que as pessoas imaginam ou falam sobre mim" e "Posso concentrar-me no trabalho".

    O certo é que Kehrer afirma que a sua lista de potenciais clientes europeus cresceu 300% num ano. "Se o cliente tem duas propostas similares na mesa, e o tomador da decisão for de um grupo minoritário, provavelmente irá escolher a IBM". Numa pesquisa efectuada na comunidade gay americana, constatou-se que 77% dos entrevistados preferem marcas que apóem a causa. A diversidade tem porém aspectos extracomerciais. Kehrer acredita que, quando a empresa aceita as pessoas como elas são, a fuga de talentos é menor. E quem está confortável dentro da companhia trabalha melhor. . Diz Kehrer: "Antes de assumir, as segundas-feiras eram um problema. Não sabia o que responder quando me perguntavam o que eu havia feito no final de semana."
    ________________________
    Foto: Albert Kehrer - 36 anos - Economista Gay na IBM. Fonte da Foto e da Notícia: Epocanegocios
    ________________________

    Gostei, sim senhora! Grande IBM! Quem dos que "vestem esta camisola" não gostariam de trabalhar numa empresa assim? Poder falar abertamente sobre o fim de semana, sem dizer que foi com "uma amiga" ou "amigo"? Mostrar-se como se é realmente, sem esconder parte da nossa personalidade, do nosso EU? EU gostaria, e para mais num mundo de informática e afins... seria "fabulástico"! :))

    15 Comments:

    Blogger Special K said...

    A quem o dizes minha amiga, é precisamente no trabalho o único sitio onde ainda não sabem quem eu sou. Não tenho ilusões, sei que um dia alguém vai descobrir mas ñem estou minimamente preocupado com isso.
    Por falar em empresas, parece que os empresários e ´portugueses ainda não conseguiram compreender como os gays são um público alvo excepcional para os seus produtos. Os públicitários lá fora já descobriram e há cada vez mais anúncios tendo a comunidade LGBT como alvo.
    beijinhos e bom fim de semana

    6:55 da manhã  
    Blogger Idiota said...

    «Albert Kehrer - 36 anos - Economista Gay na IBM.»

    Ele tem é jeito para o negócio :)...

    Beijo.

    7:31 da manhã  
    Blogger Som Do Silêncio said...

    Pois é deveria ser assim, mas acho que poucas são as empresas em que isso acontece.

    Um Beijo em Silêncio

    11:49 da manhã  
    Blogger Fogo said...

    Bem passei para t agradecer pelas visitas que tens feito ao meu cantinho...
    Para nós é importante que algumas pessoas nos compreendam ja que ninguem o faz...
    Os teus posts cada vez tem mais qualidadee abordam sempre coisas que nós lemos e pensamos...é mesmo isso..
    Beijinho fica bem..

    3:59 da tarde  
    Blogger Maria José said...

    Será chegado o tempo da concretização dos sonhos de tantas Pessoas?

    5:30 da tarde  
    Blogger Memory said...

    Em 1994 assiti a um congresso dos agentes de viagens americanos em Lisboa. Nessa altura os agentes defendiam que o Turismo Gay e os cruzeiros seriam os negocios de futuro nos proximos 50 anos. Os agentes a partir dessa data começaram a empregar gays nos seus escritorios para que os ajudassem a desenvolver os produtos, os programas, a fazer o atendimento e mais uma variadade de funçoes ligadas á industria turistica e não só.....Ainda bem que vão sur gindo Visionarios que ajudam aos poucos a libertar preconceitos e descriminações por este mundo fora....

    9:05 da tarde  
    Blogger Memory said...

    Angell,
    Linkey o teu site, espero que não te importes....
    Bjs

    9:10 da tarde  
    Blogger Angell said...

    Special K,
    Os empresários portuguêses; talvez não tenham vistas suficientemente largas, para o perceberem. Iriam ganhar com isso; não só em termos financeiros, como em termos de funcionários mais felizes, e como tal; mais produtivos. Infelismente é o país que temos... :(

    Bjs e bom fim de semana também para ti!

    10:24 da tarde  
    Blogger Angell said...

    Idiota,
    Sim, parece ter muito jeito para o negócio. Não é pelo facto de alguém ser gay que, será melhor economista. O facto é que ele sabe lidar com o mercado gay europeu; porque conhece (talvez) nelhor os seus gostos e preferências. :)

    Bjs!

    10:32 da tarde  
    Blogger Angell said...

    Som do Silêncio,
    Não devem ser muitas; mas quando começarem a ver os lucros dessa minoria de empresas; vão pensar duas vezes no assunto, certamente... :)

    Bjs!

    10:36 da tarde  
    Blogger Angell said...

    Fogo,
    Bem vinda ao "Imagine..." Eu gosto de ir ao teu cantinho e ler o vosso amor. Os vossos sentimentos são belos, tão puros e apaixonados. Claro que eu vos compreendo, e como... Obrigada eu pelas tuas palavras. :)

    Fica bem também e bjs!

    10:49 da tarde  
    Blogger Angell said...

    Maria José,
    Pois é rapariga; quem me dera que assim fosse... Pelo menos eu sonho que, venha a ser uma realidade! :)

    Bjs!

    10:53 da tarde  
    Blogger Angell said...

    Memory,
    Ainda bem que esses visionários vão surgindo. Pena que a maioria não sigam as suas ideias. No passado tivemos muitos que hoje são, finalmente reconhecidos. Estou a lembrar-me, por exemplo, de Leonardo Da Vinci, tão avançado no seu tempo, como incompreendido.

    Claro que não me importo, por teres linkado o "Imagine..."; eu também já tinha linkado o teu "Not To Late". :)

    Bjs!

    11:09 da tarde  
    Blogger wind said...

    isso é de facto muito bom, mas e há sempre um mas, as pessoas deviam sentir-se bem em qualquer sítio fosse qual fosse a sua opção sexual, porque quando se trabalha e noutros sítios, não se é gay ou lésbica, é-se pessoa!
    beijos

    3:43 da tarde  
    Blogger Angell said...

    Wind,
    Sabes, devia de ser exactamente como tu dizes; sem tirar nenhuma das tuas palvras, ou acrechentar. Infelismente não acontece... :((

    Bjs!

    8:42 da tarde  

    Enviar um comentário

    << Home