sexta-feira, janeiro 05, 2007

  • Angell
  • Irmã gêmea... alma gêmia... será?

    Dizem que todos nós temos um irmão gêmeo. Acho que ontem encontrei a minha... Foi às compras com a minha irmã, passei ainda pela papelaria onde meti o euromilhões (pois, temos que tentar a sorte... mesmo que esta nos seja adversa!). Quando sai já era de noite e o frio começava a instalár-se novamente. Ainda venho a tentar guardar a carteira na mala; que teima em não querer fechar... de tão enchada com tudo o que meti lá dentro. Passo por duas mulheres a conversárem animadamente; olho sem olhar e penso a onde é que o carro estava estacionado. Aparece-me a minha irmã de repente e diz-me baixinho:
    - Repara naquela mulher atrás de ti... Não é tão parecida contigo?
    - Não, não acho – respondi sem muito interesse. Ao que a minha irmã teimou:
    - Olha que é... repára bem! Ela está a falar com uma mulher que foi minha professoura!
    Olhei mais atentamente... meu Deus... devia de ter a minha altura, de lado era muito parecida. Aprimorei mais a vista e fiquei parada boquiaberta a olhar aquela mulher, que ainda por cima gesticulava igual a mim, a voz era parecida e eis que... volta-se na minha direcção, mas parece não me ver. Outra vez meu Deus, o rosto (apesar de estarmos a alguns metros de distância e já estar de noite) era tão parecido com o meu...
    Nem a minha irmã é tão parecida comigo! Esta acabou por me chamar e eu foi-me embora sem nada dizer áquela estranha. Já por várias vezes que me tinham perguntado se eu era professoura; e depois de eu afirmar que não diziam:
    - Voce é muito parecida com uma professora que dá aulas de informática!
    Até isso... que eu adoro essa coisa de teclas e ecran! Será que seria aquela a tal professora? Ainda não foi desta que o descobri! Devia ter-me metido com ela. Talvez para uma próxima vez...
    Sei que não tenho nenhuma irmã gêmea, mas aquela é a minhã fotocópia... Será que terá os mesmos gostos que eu? Será a minhã alma Gêmea? Vamos com calma que se eu namora-se com ela teria a impressão que estava a namorar comigo mesma... e isso não teria graça nenhuma...

    3 Comments:

    Blogger Wonder said...

    LOL essa de namorares contigo propria é de mais!
    Mas a sensação estranha de encontra-mos pessoas que poderiam bem dizer que partilham os gene conosco é terrivel, eu devo ter aquilo que se chama uma cara vulvar, quando conheço alguem ha sempre quem tenha a sensação de me conhecer de outro sitio qualquer ou fazer lembrar alguem.
    Sim tambem ja me confundiram com outras pessoas, ás vezes irrita parece que não tenho identidade fisica...

    9:49 da tarde  
    Blogger Wonder said...

    o rosto não é vulvar mas sim vulgar...acidente de teclado! :p

    9:51 da tarde  
    Blogger Angell said...

    Realmente é engraçado e ao mesmo estranho encontrar alguém que seja tão parecido conosco... até assusta! Bem... pelo menos que sejam pessoas simpáticas e porreiras... caso contrário não deve ser muito agradável nos confundirem LOL
    Julgo que com tantas pessoas no mundo tem de haver muitas parecidas; por vezes as caras parecem-nos famíliares ou fazem-nos lembrar de alguém... Outras vezes é o geito de falar, de andar...
    Wonder, deixa lá... o que importa no fundo é a nossa identidade psicológica. Aquilo que somos e como somos...

    Fica bem!

    Bjs!!! :)

    11:15 da tarde  

    Enviar um comentário

    << Home